Google: podemos rankear conteúdo duplicado entre domínios quando…

2522
3
Share:
duplicate-content

O hangout do dia 20 de maio, com John Mueller do Google, rendeu muito assunto e um dos temas que foi destacado pelo site Search Engine Roundtable foi sobre conteúdos duplicados, que são copiados de um site para o outro. John Mueller disse que, às vezes, o Google pode rankear o conteúdo que é duplicado em seus rankings e não aprovar essa versão e mostrar apenas uma das URLs.

O temor com conteúdo duplicado ou conteúdo copiado é que se alguém roube o seu conteúdo, o Google pode rankear o conteúdo roubado e esconder o seu conteúdo nos resultados de busca. John Mueller do Google disse que esse não é sempre o caso.

Pergunta:
Um funcionário copiou as descrições dos nossos produtos no eBay, os rankings caíram. Eu ouvi que se você mudou o conteúdo para um novo local, o algoritmo criará automaticamente redirecionamentos, tentando ser inteligente. É possível a nossa autoridade ter sido redirecionada para o eBay por causa disso?

Muller disse que o Google pode, em alguns casos, “indexá-los separadamente” e rankeá-los separadamente. Aqui está a resposta completa:

Normalmente não. Então, normalmente o que acontece se nós encontramos exatamente o mesmo conteúdo em outro lugar, é tentar tomar uma decisão sobre qual destes é a versão original, e nós vamos pegar esse para a indexação.

Por outro lado, se você tem a sua descrição do produto em seu site, e alguém copiou a descrição e colocou no eBay, então essas páginas, quando você olha para elas, em geral, será muito diferente. E não vai ser o caso de dizermos, oh, algum desses conteúdos são o mesmo que aqui. Talvez devêssemos duplicá-los. É mais uma questão de nós olharmos para estas páginas e dizer, oh, bem, estas são duas páginas exclusivas, vamos posicioná-las separadamente. Mas dependendo do que as pessoas estão procurando, talvez faça sentido mostrar esta ou aquela.

Então, particularmente, se reconhecer que alguém está procurando por algo talvez mais orientado para a eBay, então talvez nós vamos mostrar a versão eBay. Se alguém está procurando por algo que talvez eles possam pegar em uma loja física nas proximidades, então talvez ele vai mostrar a sua versão.

Então, a partir desse ponto de vista, não é que eles estão sequestrando seus resultados de pesquisa, ou que haja algo de tipo de problemática acontecendo lá. É apenas uma questão de nossos algoritmos de pesquisa tentarem descobrir que uma dessas páginas pode ser mais relevante em determinada situação quando alguém está procurando.

John Mueller falou sobre isso na marca dos 32:48 do vídeo:

Rafael de Souza

Rafael de Souza

Meu nome é Rafael Faria de Souza, tenho formação em administração de empresas e tecnologia em sistemas para internet, atuo na área de tecnologia e internet desde 2005.Iniciei meus trabalhos na área com desenvolvimento de sites e em seguida me aprofundei nos estudos de links patrocinados e SEO.

Mais artigos - Website

Siga-me:
Facebook

Share:

3 comments

Leave a reply

Não vá embora sem curtir nossa fanpage!

Receba as notícias mais quentes do mercado de Search Marketing e Facebook Ads.