Como 16 companhias estão dominando o universo do Google Search nos EUA

Share:
como-16-companhias-estao-dominando-mundo-google37

Este artigo vem sendo um dos mais comentados do mercado de SEO nos Estados Unidos, já reúne mais de 330 comentários e mais de 2500 compartilhamentos, o panorama discutido no post esta relacionado ao mercado americano. O Search News Brasil traz para você esse conteúdo traduzido com autorização de seu criador Glen Allsopp do site ViperChill, se você não conhece deveria conhecer.

 

No documentário indicado ao Oscar “Food Inc”, o cineasta Robert Kenner revela como a escolha variada de itens que vemos nas prateleiras dos supermercados é realmente uma falsa presunção. Ao invés disso, a variedade aparentemente interminável é efetivamente controlada por apenas um punhado de empresas.

Hoje eu vou revelar como a grande diversidade que percebemos nos resultados de busca do Google é, mais uma vez, controlado por algumas grandes corporações que supomos ser a escolha. Mais especificamente eu vou revelar como apenas 16 empresas do núcleo estão dominando as indústrias mais populares on-line e como essa situação vai ficar muito pior.

Para começar nossa viagem pelo “buraco do coelho” juntos, eu quero levá-lo através de uma série de eventos que a revela algo, que eu nunca tinha considerado antes, sobre a indústria na qual eu atuo: Os rankings do Google que eu miro para mim e para os meus clientes são realmente controlados por apenas algumas empresas?

Cerca de duas semanas atrás, me deparei com um post (https://www.reddit.com/r/bigseo/comments/4kmwgu/how_hearst_media_manipulates_their_google_rankings/) no site Reddit sobre a Hearst Media. Eu não estava familiarizado com a Hearst Media, mas muito familiarizado com as marcas que eles possuem, tais como Esquire, Elle e Cosmopolitan.

O Reddit, que foi compartilhado em uma nova conta, alegou que a Hearst estava usando suas marcas poderosas para um “jogo no Google” e ranqueia um novo site deles muito rapidamente, usando práticas um pouco obscuras.

Sendo um marqueteiro curioso, eu mesmo tinha que verificar isso. Em poucas palavras, a Hearst estava claramente (e ainda está) utilizando as suas marcas de autoridade para apontar links para o seu mais recente empreendimento, o BestProducts.com.

Enquanto eu esperava o BestProducts.com estar recebendo um lote de tráfego vindo das marcas com links para eles – que também incluem Marie Claire e Woman’s Day – eu não esperava que o Google tivesse tomado um enorme gosto por eles. Especialmente quando o site em questão tinha zero motivos, antes de ser tão bem ranqueado (foi obtido anteriormente, em seguida, o domínio caiu há alguns anos).

Para dar uma visão geral do que estava acontecendo, para aqueles que estão fazendo uma leitura dinâmica desse artigo, a situação se parece com isso.

como-16-companhias-estao-dominando-mundo-google1

(Para esclarecer para aqueles que apenas estão olhando a foto, eu não acho que eles estejam fazendo nada de errado aqui.)

As setas na imagem representam links.

Há muito mais marcas envolvidas nesta rede, mas nós vamos chegar a eles em um segundo.

Como afirmei anteriormente, eu estava muito mais surpreso pela forma como o Google reagiu a isso.

Lançado em outubro, eles agora recebem mais de 600.000 visitantes do Google por mês

Aqui está o gráfico com o pontapé inicial aos incontáveis dias de pesquisa que eu fiz para este post.

como-16-companhias-estao-dominando-mundo-google2

Como podemos ver, o tráfego estimado para o BestProducts subiu dramaticamente nos últimos meses. O SEMRush está mostrando números semelhantes, como nós vamos ver em um segundo momento. Com 62% do seu tráfego estimado como sendo proveniente do Google, que é pelo menos 600.000 orgânicos (livres) de visitantes do site para o mês de abril.

Eu espero que os dados de maio sejam significativamente maior, mas eu tenho que esperar até 10 de junho para ver (que é quando SimilarWeb confirmar que eles vão atualizar seus relatórios).

Então, por que eu estou surpreso?

Toneladas de sites confiáveis linkando para você é obviamente ótimo para SEO.

Mas, como qualquer pessoa que tenha estado envolvido em search engine optimization por um período de tempo pode se perguntar, certamente recebendo tantos links no site inteiro em um curto espaço de tempo deve levantar um pouco uma bandeira vermelha?

Mesmo se os links em questão são de algumas das maiores marcas de mídia do mundo.

Eis alguns exemplos:

Elle.com (Reviews sobre beleza)

como-16-companhias-estao-dominando-mundo-google3

Cosmopolitan.com (Reviews sobre beleza)

como-16-companhias-estao-dominando-mundo-google4

MarieClaire.com (Reviews)

como-16-companhias-estao-dominando-mundo-google5

PopularMechanics.com (Reviews de produtos)

como-16-companhias-estao-dominando-mundo-google6

Agora, vou dizer que 90% de mim pensa que não há absolutamente nada de errado com isso. Na verdade, você verá que a maioria deste post é focado em por que eu estou surpreso com o Google dar ao site resultante tanto tráfego.

Muito simplesmente, se eu fosse dono de um monte de sites, eu ficaria bem linkando-os juntos. Se por nada mais do que do ponto de vista de usabilidade.

Dito isto, 10% de mim está um pouco surpreso que esses textos links e localizações estão mudando constantemente. Eu acho que é um pouco arriscado da parte deles.

Como da publicação deste post, o Cosmopolitan usa “Beauty Reviews” como o texto âncora do rodapé para o site. Antes, ficava em uma posição diferente e usava o texto âncora como “Style Reviews”.

como-16-companhias-estao-dominando-mundo-google7

 

Estes não são links de rodapé estáticos que foram deixados sozinhos (e não apenas em um só site). Eles estão mudando para diferentes páginas – e usando palavras diferentes – em uma base bastante frequente.

Para mim, isso leva a situação para longe de “eles estão apenas linkando para o seu próprio site” para “eles estão fazendo um monte de ajustes para ver o que resulta em rankings mais elevados”. Você pode argumentar que eles estão testando por razões de usabilidade, mas você logo verá o porquê eu acho que eles sabem uma coisa ou outra sobre SEO.

Antes de eu entrar nisso, eu queria ver se eu poderia descobrir quando esses links foram adicionados à rede.

Todos eles foram jogados de uma vez e demorou um pouco para que eles tivessem um impacto, ou houve algum plano claro por trás dos links de várias marcas da Hearst Media?

Aqui estão alguns dos dados que eu consegui descobrir quando cada site em primeiro lugar estava linkado ao BestProducts (Eu destaquei em negrito aqueles que linkavam no mesmo dia).

  • PopularMechanics.com – 5 de Novembro
  • Esquire.com – 5 de Novembro
  • Cosmopolitan.com – 1 de Janeiro
  • Seventeen.com – 12 de Janeiro
  • RedbookMag.com – 23 de Fevereiro
  • Elle.com – 15 de Março
  • CountryLiving.com – 18 de Marlo
  • WomansDay.com – 5 de Abril
  • MarieClaire.com – 5 de Abril
  • RoadandTrack.com – 13 de Abril

Para a minha própria curiosidade, eu estava satisfeito, aproveitei o tempo de atraso através de cada captura de tela no Archive.org para encontrar essas respostas. Agora, é óbvio que as pessoas que trabalham para o Woman’s Day, Marie Claire, Popular Mechanics e Esquire tiveram alguma conversa que foi alguma coisa do tipo, “não se esqueça, hoje é o dia que nós temos que colocar esses links para o Best Products no rodapé”.

Como eu disse anteriormente, eu realmente não me importo muito com o que a Hearst Media está fazendo com a sua “rede de link” de marcas de revistas. Eu não vejo nada de errado com isso e não acho que o Google se deve tanto.

Dito isto, porque eu fiz mais pesquisas para este post do que qualquer outro, eu quero acrescentar que eles compraram a agência de SEO mais bem-sucedida do planeta apenas alguns anos atrás.

como-16-companhias-estao-dominando-mundo-google8

Se você não consegue ler isso por causa da pequena largura do post (estou trabalhando em um redesenho), eles pagaram US$ 325 milhões por uma agência que gerou mais de 60% das suas receitas de clientes de SEO.

No momento da aquisição da iCrossing estavam também a maior agência de pesquisa no mundo com base em números de receita. Em outras palavras, a equipe da Hearst Media é composta por um grande número de pessoas que sabem muito sobre SEO.

Para mim, isso explica o lento acúmulo de links de rede e da mudança semi-frequente das URL e do texto do link no rodapé do site.

Eu não tenho nenhum problema com o que a Hearst está fazendo. A reação do Google é o que realmente me interessa…

Eu já disse isso algumas vezes, mas eu vou dizer isso mais uma vez para qualquer que esteja lendo o post rapidamente: Isto não significa um ataque a Hearst Media. Eles possuem os sites por isso eles podem fazer o que quiserem com eles. Eles também fizeram do BestProducts um site bastante atraente.

Então, novamente, estou surpreso com o quão bem sua estratégia está funcionando. Eu não sou ingênuo – Eu sei que os links de autoridade igualam a uma boa chance de aumento no ranking de busca – mas eu não esperava que eles estariam superando algumas das maiores marcas na internet em termos de busca, que pode fazer um monte de dinheiro.

Do zero a US $ 583.000 em tráfego de busca gratuito

Nós já vimos os dados do SimilarWeb, mas as estatísticas do SEMRush são interessantes também.

como-16-companhias-estao-dominando-mundo-google9

As top palavras-chave de acordo com SEMRush

Alguns desses rankings incríveis já alcançados incluem:

  • Penteados: 11º (450,0000 pesquisas por mês)
  • Penteados curtos: (301.000 pesquisas por mês)
  • Melhores fones de ouvido sem fio: (22.200 pesquisas por mês)
  • Cortes de cabelo curto: (301.000 pesquisas por mês)
  • Melhor tênis de corrida para as mulheres: 1º (18.100 pesquisas por mês)
  • Alto-falantes Bluetooth: 11º (165.000 pesquisas por mês)
  • Espelho iluminado de maquiagem: (14.800 pesquisas por mês)
  • Melhores pincéis de maquiagem: (14.800 pesquisas por mês)
  • Cortes de cabelo: (165.000 pesquisas por mês)
  • Cortes de cabelo curto para mulheres: (110.000 pesquisas por mês)

Eles ainda estão no ranking para estes termos, que é por isso que eu prevejo que o gráfico de tráfego do SimilarWeb vai aumentar muito quando eles atualizarem seus dados para maio.

As top palavras-chave de acordo com SimilarWeb

É interessante ver o quão diferente os dados do SimilarWeb e do SEMRush parecem ser, mas eles são. Pelo menos certo de que a BestProducts tem ranking para aquilo que eles afirmam que eles estão no ranking.

  • Melhor máquina de lavar louça 2016
  • Melhor smartwatch 2016
  • Melhor fone de ouvido 2016
  • Melhor câmera de ação 2016
  • Melhor alto-falante Bluetooth 2016

Ei, eu te contei tudo apenas antes do ano novo que você deve escrever 2016 em todos os lugares em seu site.

Eu poderia fazer esta página com rolagem infinita se eu mostrasse todos os rankings deles, então eu só vou compartilhar alguns para mostrar que eles realmente fazem o rank.

como-16-companhias-estao-dominando-mundo-google10

Apesar de eles ainda não aparecerem em um resultado superior neste acaso, isso mostra que eles, provavelmente, estão recebendo centenas de cliques por dia para apenas um dos termos de pesquisa.

como-16-companhias-estao-dominando-mundo-google11

Certamente não é apenas com o BestProducts que a Hearst está tendo muito sucesso com SEO. Basta olhar como sua marca está trabalhando como um todo…

Hearst domina sozinha certos setores dos resultados de pesquisa do Google

como-16-companhias-estao-dominando-mundo-google12

Preocupado com o ranking das três primeiras posições? Por que não apenas tomar todos os pontos.

Infelizmente, os resultados de pesquisa do Google nunca mais vão parecer diversificados

Pelo menos não para mim.

Você pode pensar que a Hearst é algum tipo de exceção e, em parte, você estaria certo. No entanto, eles certamente não estão sozinhos.

A Purch também possui alguns dos maiores sites online.

Todos eles já linkan uns aos outros no rodapé de cada site, mas é o meu entendimento de que todos eles eram “marcas” bastante grandes por conta própria antes de serem comprados. Basta olhar para os números de tráfego de alguns desses sites:

  • Toms Hardware – 51 milhões de visitantes por mês
  • Top Ten Reviews – 17,5 milhões de visitantes por mês
  • Live Science- 20,6 milhões de visitantes por mês

Eu não preciso entrar no mérito de suas estatísticas de domínio; você já sabe que eles têm autoridade.

Purch e Hearst competem em muitas das mesmas indústrias e um dos sites da Purch – TopTenReviews – também está no ranking na imagem acima para a consulta máquinas de lavar louça.

Não há dúvida de que eles estão assistindo ao sucesso de um dos seus maiores rivais e se vê que eles podem colocar novas propriedades da web em entidades valiosas, deve ser muito tentador seguir o mesmo caminho.

Infelizmente, por mais pesquisas que eu fiz para este post, os resultados das pesquisas Google pareciam ser cada vez menos variados. Vez após vez eu era capaz de rastrear os sites top ranking para algumas das maiores empresas de mídia do mundo.

Há, naturalmente, alguns que eu devo estar esquecendo (especialmente fora do idioma Inglês), mas estas são as empresas que eu encontrei, na maioria das vezes, nos resultados da pesquisa.

como-16-companhias-estao-dominando-mundo-google13

Clique aqui (http://www.viperchill.com/images/16-companies.png) para ver uma imagem um pouco maior.

Para mostrar que eu não estou sendo dramático, vamos dar uma olhada em alguns resultados de pesquisa reais. Eu acredito que estas redes estão dominadas. Eles não estão limitados a apenas um setor.

Eles têm dominado o tema software

como-16-companhias-estao-dominando-mundo-google14

Isso é uma parte de um exemplo long-tail, então vamos olhar para algo muito mais popular.

como-16-companhias-estao-dominando-mundo-google14

 

Eles têm dominado o tema comida

Os resultados de imagens foram removidos manualmente a partir desta captura de tela para maior clareza.

Os resultados de imagens foram removidos manualmente a partir desta captura de tela para maior clareza.

 

E outro…

Para esta imagem eu removi algumas imagens do Google para que eu pudesse encaixar nos resultados da pesquisa.

Para esta imagem eu removi algumas imagens do Google para que eu pudesse encaixar nos resultados da pesquisa.

 

Eles têm dominado o tema tecnologia

como-16-companhias-estao-dominando-mundo-google18

Estou começando a me sentir como se eu fosse uma das únicas pessoas que não sabiam sobre essas marcas.

como-16-companhias-estao-dominando-mundo-google19

Eles definitivamente têm uma grande influência sobre o setor de tecnologia.

como-16-companhias-estao-dominando-mundo-google20

Eles têm dominado o tema jogos

Nota: Um resultado do Youtube foi removido a partir deste gráfico para que eu pudesse encaixar a imagem

Nota: Um resultado do Youtube foi removido a partir deste gráfico para que eu pudesse encaixar a imagem

Eles têm dominado o tema saúde

como-16-companhias-estao-dominando-mundo-google22

Eles têm dominado o tema automotivo

como-16-companhias-estao-dominando-mundo-google23

Eles têm dominado o tema beleza

como-16-companhias-estao-dominando-mundo-google24

Eles compraram a concorrência

como-16-companhias-estao-dominando-mundo-google25

Eles (é mais do que provável) compartilham dados de palavras-chave através de sua rede.

Eu não posso culpá-los por isso, mas certamente é interessante ver.

como-16-companhias-estao-dominando-mundo-google26

Não são apenas as grandes palavras-chave, que enviam um monte de tráfego, que eles podem compartilhar. Se você tem marcas semelhantes, você definitivamente deve estar aproveitando as long-tails.

como-16-companhias-estao-dominando-mundo-google27

Por que ter um resultado de pesquisa superior quando você pode ter dois (ou muito mais)?

Estas empresas recebem US$ 20.000 em links apenas por comprar um domínio.

Quando os resultados de pesquisa do Google são tão dependentes de uma coisa, então estamos todos um pouco à mercê de quem tem mais dinheiro para colocar no problema.

Sempre que essas grandes marcas começam um novo site, os blogs de tecnologia e notícias compartilham ele com o mundo, e isso significa aquisição de link.

O BestProduct da Hearst conseguiu incríveis links no dia do lançamento

Aqui está o Racked.com, ironicamente possuído por outro dos dezesseis, falando sobre sua nova marca.

como-16-companhias-estao-dominando-mundo-google28

Assim como o site Times New Breakfast

Mesmo se você está apenas escrevendo sobre a primeira refeição do dia, é notável para aqueles no espaço tecnologia.

como-16-companhias-estao-dominando-mundo-google29

Como fez o site IAC’s New Health

Há poucos links melhores para obter sobre uma nova marca do que uma menção no TechCrunch.

como-16-companhias-estao-dominando-mundo-google30

Está claro que a autoridade de domínio é mais importante que do nunca

Se você não “pegou” a ideia, mesmo depois de ver o quão bem o BestProducts está no ranking, então permita-me deixar claro: Não há quase nenhum backlinks de outros sites que apontam para o topo da página do ranking do BestProducts.com.

Eles têm alguns links internos – principalmente a partir do rodapé de artigos do PopularMechanics – mas muito poucos. No entanto, eles têm uma tonelada de fortes links que apontam para sua página inicial e páginas de categorias, que está espalhando o “link juice” em torno de todo o seu website.

Isto está o que Brian Dean relatou quando analisou 1.000.000 de resultados de pesquisa do Google:

como-16-companhias-estao-dominando-mundo-google31

Como ele diz, “em outras palavras, o domínio em que sua página esta é mais importante do que a própria página.”

No geral, faz sentido que a autoridade de domínio desempenhe um grande papel no ranking geral do site (não é fácil de obter links para páginas internas), mas eu estou surpreso de vê-lo sendo tão importante.

Como a IAC’s About.com usou sua autoridade para catapultar um novo site para o topo do Google

Quando o TechCrunch cobriu o lançamento do novo site independente de saúde do About.com, Very Well, eles tinham isso a dizer sobre o seu SEO,

“Um dos maiores desafios para o About.com será SEO. A atual empresa tem um combustível muito bom quando se trata de pesquisas do Google, e lançar em um novo domínio com uma nova marca pode ser difícil para migrar.”

A outra coisa interessante que eles citaram, e que um monte de outros sites de notícias pegou, foi que,

“O Verywell será lançado com mais de 50.000 peças de conteúdo, que variam de condições médicas comuns, como diabetes e artrite reumatoide, para dicas simples de saúde como “a forma de dormir mais” ou “recomendações fitness”. ”

Isso é um monte de conteúdo para um novo site da marca.

50.000 páginas de conteúdo não fizeram nada pelo seu SEO.

Do que eu posso dizer, a Very Well parecia vir on-line por volta de fevereiro deste ano. As primeiras menções ou evidência do site não apareceu até abril, mas parte de seu conteúdo mais antigo tem fevereiro de 2016 como a data de publicação.

Agora o dia em que o site foi lançado – o que isso realmente significa – era 26 de abril de 2016. Isso significa que eles acrescentaram 50.000 peças de conteúdo a um domínio em um espaço de dois meses.

Durante esses dois meses, nenhuma única ferramenta de análise de sites (como SimilarWeb, Alexa ou Compete) detectou qualquer tráfego da VeryWell.com.

Felizmente, o About.com tem alguma autoridade SEO para jogar ao redor

Como TechCrunch observou, o About.com é uma das marcas mais “SEO-autorizadas” do mundo. Parece que não importa o que você procura, eles estarão lá no ranking na primeira página do Google.

É interessante então que o About.com decidiu arriscar essa autoridade, apontando seus subdomínios relacionados com a saúde direto para o Verywell.com, como mostrado abaixo.

como-16-companhias-estao-dominando-mundo-google32

Esta é apenas uma amostra do que eu encontrei. Há muitos mais.

Para ser claro, estes subdomínios costumavam ter sites sobre eles. Eles não estão apenas redirecionando aleatoriamente. Eles foram anteriormente utilizados pelo About.com.

Com uma onda de links de About.com e a mídia web falando sobre a nova marca web IAC, a Verywell começou a ser notada em ferramentas de análise de site. Mais notavelmente por Ahrefs.

como-16-companhias-estao-dominando-mundo-google33

Isso é um monte de links em um curto período de tempo. Certamente devem ser desencadeadas algumas red flags como eles fizeram para Best Products.com? Heh.

“Como esse novo site está ranqueado, IAC?” Muito bem!

Se você quiser saber como esta nova marca está a fazer no Google, dê uma olhada para si mesmo.

como-16-companhias-estao-dominando-mundo-google34

 

Isso é uma registro de 3,6 milhões de visitantes para o site com 56% dos que supostamente vêm de tráfego gratuito dos mecanismos de busca.

A ICA deve estar satisfeita com isso. Tanto quanto como o fato de que eu acho que esta situação é apenas a ponta do iceberg.

Este domínio dos resultados do Google vai ficar muito pior

Durante as duas últimas semanas, me dedicando dia e noite a esse assunto, eu encontrei um monte de semelhanças nessa mega marcas.

Muitos começaram off-line na publicação e trouxeram esses títulos on-line, enquanto muitos compraram seus próprios concorrentes e seguiram diferentes marcas como se fossem entidades separadas. Por exemplo, a IAC adquiriu o About.com enquanto a AOL (agora propriedade da Verizon) adquiriu o Patch, o TechCrunch e o The Huffington Post.

No entanto, a coisa mais comum que eu encontrei na minha pesquisa é que todos eles pretendem espalhar a autoridade da sua presença online.

About.com do IAC irá dispersar em muitas mais verticais

Falando com TechCrunch, o seu CEO Neil Vogel afirma: “O que aprendemos em reconstruir o que éramos é que não queremos mais ser isso. Sobre ter sido construído durante um tempo diferente na internet, onde a escala traduziu para confiar. Mas a internet mudou. Ninguém quer conselhos sobre seus 401k (plano de aposentadoria americano) vindo das mesmas pessoas que dão conselhos sobre como fazer uma torta”.

Como o TechCrunch também observa;

“Aprendendo que, a About mudou seu foco para a construção fora das verticais em torno de suas valiosas lojas de conteúdo específico do tema, com a Verywell sendo a primeira. ”

Depois de ver o rápido sucesso em SEO da Verywell, eu tenho certeza que eles vão levar esse plano adiante.

A Time Inc já derivou em duas verticais

Em setembro de 2015, o ‘The Foundry’ da Time Inc (algo como a sua incubadora interna) lançou um site de notícias de carro chamado The Drive. A Time revelou recentemente que o site agora recebe mais de 2 milhões de visitantes por mês.

Mais recentemente, a Time lançou um site chamado Extra Crispy. Curiosamente, é um site dedicado ao café da manhã, mas se você viu as imagens acima, então você saberá que eles receberam uma tonelada de links para este site, simplesmente porque ele foi criado pela Time.

Dois dos 16 estão se unindo

Apenas no mês passado, duas das dezesseis marcas que eu destaquei hoje, na verdade, adquiriram uma nova empresa, com o nome de Complex Media.

como-16-companhias-estao-dominando-mundo-google35

A empresa focada em vídeo pretende chegar a mais de 50 milhões de visitantes únicos por mês.

Com Verizon adquirindo a AOL no ano passado por US$ 4.4b, eu não ficaria muito surpreso ao vê-los fazendo mais algumas aquisições focadas em conteúdo. *Tosse* Verizon vai comprar a Hearst *tosse*.

Hearst construiu BestProducts.com em apenas seis semanas

Não estou nem falando sobre o tempo que levou para obter o conteúdo do site. Eu estou falando sobre estar em uma reunião de um dia e ter a ideia para o site de realmente tê-lo on-line e recebendo links de alguns dos domínios mais poderosos do mundo.

Digiday relata que a Hearst pode mover-se rapidamente. “Estamos agora no lugar onde podemos girar propriedades incrivelmente rápido”, disse Young. “Esta foi de uma ideia de lançar em seis semanas. ”

Young também comentou que, “temos uma forte plataforma nova. Agora podemos começar a aplicar isso para novas oportunidades. ”

O que para mim só pode significar que mais sites como o BestProducts estão a caminho.

Um resumo deprimente, mas não negativo

Embora este post possa parecer um pouco de uma luta onde “somos nós contra eles”, esse realmente não era meu objetivo.

Quanto mais pesquisa que fiz para este artigo e quanto mais eu percebi que certas marcas eram de propriedade da mesma empresa, mais eu senti como se estivesse assistindo ao Food Inc, o documentário que revelou que as milhares de marcas que você vê nas prateleiras dos supermercados são realmente de propriedade de apenas um punhado de empresas.

como-16-companhias-estao-dominando-mundo-google36

Não é muito diferente do que eu tenho compartilhado hoje. Obrigado a Jason e Mary por colocar este gráfico em conjunto.

como-16-companhias-estao-dominando-mundo-google37

Clique aqui (http://www.viperchill.com/images/jason.png) para ver melhor.

Como eu sempre disse, eu escrevo artigos que eu pessoalmente acho que seriam interessantes para ler. Em 11 anos mergulhando na indústria de marketing on-line, que eu nunca vi ninguém falar sobre o enorme domínio que certos players têm nos resultados de pesquisa. Assim, como a pesquisa foi interessante para mim, decidi compartilhá-la.

Vamos dar uma visão de mundo ideal por um segundo. Se os ideais do Google estão em ser confiáveis, os resultados de consultas no seu motor de busca devem produzir resultados que os pesquisadores querem encontrar.

Por essa razão, tenho certeza que as adolescentes americanas em busca de conselhos sobre cores de delineador não estão pensando “Ugh, é sério isso, Google? Dicas de beleza da Vogue de novo?”

Da mesma forma, quando estou à procura de comentários sobre produtos de tecnologia, fico realmente feliz com os resultados do The Verge aparecer sobre alguns sites que eu não tenho muita fé. Eu confio no The Verge, e eu sou mais propensos a clicar em seus resultados do que de qualquer outro.

Do ponto de vista objetivo, os resultados do Google são bons, se não ótimos. Eles fornecem o que o pesquisador, e eu, está procurando.

Mas eu sou um comerciante. Se você ainda está lendo este artigo, eu posso dizer, com 99% de certeza de que você é um também.

Como comerciante, eu aprendi o quão pouco o Google se importa com um novo site que recebe centenas de milhares de links muito rapidamente.

Eu obtive ainda mais convicção sobre a importância de ter um domínio forte (leia-se: um domínio que tem um monte de backlinks) se quiser páginas internas para ranquear.

Eu também fiquei com um pouco de medo de que essas marcas vão propagar-se ainda mais verticalmente, tendo os seus já enormes baús de guerra financeira e preenchendo todo o espaço em branco dos resultados do Google que ainda não possui.

Se queremos debater se é justo ou não, ou se o Google deve fazer alterações, um tribunal de justiça nos EUA protegeu duas vezes os resultados de pesquisa sob a Primeira Emenda. O que significa que é totalmente a critério deles listar e ranquear sites onde desejarem.

A primeira vez que ganhou uma batalha em seus rankings, uma empresa chamada CoastNews abriram um processo pedindo US$ 5M porque estavam no topo do ranking do Yahoo e do Bing, mas estavam longe de serem encontrados no Google.

No final das contas, o Google é uma empresa que tem como objetivo fazer dinheiro com seus acionistas e se nós, como webmasters, almejamos o ranking mais elevado no Google, geralmente é porque queremos ganhar mais dinheiro também. Eu não posso sentir que é injusto e querer lucrar com isso, ao mesmo tempo. Afinal de contas, eu tenho várias agências de nicho, que lucram com ranqueando outras pessoas na primeira página do Google.

Eu posso reclamar – é uma pena o Google não conseguir detectar um pouco do que está acontecendo aqui -, mas isso não vai mudar nada sobre como eu executo o meu negócio.

Considerando tudo, eu simplesmente espero que você tenha achado meus resultados tão interessantes quanto eu quando os descobri no caminho.

Conteúdo original: http://www.viperchill.com/google-control/

Rafael de Souza

Rafael de Souza

Meu nome é Rafael Faria de Souza, tenho formação em administração de empresas e tecnologia em sistemas para internet, atuo na área de tecnologia e internet desde 2005.Iniciei meus trabalhos na área com desenvolvimento de sites e em seguida me aprofundei nos estudos de links patrocinados e SEO.

Mais artigos - Website

Siga-me:
Facebook

Share:

5 comments

  1. Natanael 26 agosto, 2016 at 15:02 Reply

    Da mesma forma que sistemas econômicos de livre mercado precisam de regulação para evitar dumping, cartéis e monopólios, o Google precisa ficar atendo ao monopólio na SERP. Já é difícil para um site novo, por melhor e mais útil que seja, estar bem relacionado no mecanismo de busca, quanto mais em um cenário onde há união e monopólio de grandes corporações, que cada vez ficarão mais poderosas pela quantidade de acessos e links que irão receber.
    O Google já teve que manualmente diminuir a relevância do Wikipedia, que estava se tornando imbatível, agora tem que implementar algo em seu algoritmo para diminuir a relevância desses oligopólios.

  2. Marcos 26 agosto, 2016 at 19:47 Reply

    Excelente artigo, de grande valia mesmo ! Nos faz repensar as estratégias de link-building completamente.
    Eles criaram uma ferramenta GSA prpópria, que anda por si só e traz links somente relevantes.

  3. Gustavo Rodrigues da Silva 31 agosto, 2016 at 16:39 Reply

    Artigo épico! De certa forma os 10 links por página já estão defasados, a questão é qual é a forma de sair para um modelo melhor.
    Acredito que a inteligência artificial com a big data são uma forma tentar melhorar isso, personalizando os resultados e dando o resultado até antes de você pesquisar. Afinal relacionar o que você lanchou na tarde de ontem, a o seu compromisso no centro da cidade, o fato da sua esposa estar grávida de seis meses, a sua viagem de férias agendada para o mês que vêm e o que você compartilhou no twitter enquanto estava no banheiro pode, se deus quiser, indicar qual é a melhor desentupidora do seu bairro.

  4. Diego Pinto 14 setembro, 2016 at 15:16 Reply

    Estou vendo aqui muita preocupação em variar os resultados de busca e etc. Mas e se o conteúdo que esses conglomerados estão fazendo é/for melhor que os outros? Mesmo assim o Google seria obrigado a variar os resultados de busca? Isso seria um absurdo. Não vejo nada demais, desde q esses resultados resolvam as dúvidas ou problemas de quem busca determinada coisa. Acho que essa é uma preocupação apenas de nós, profissionais do meio. Os outros 99,9% da audiência do Google não dão a mínima, pois eles estão achando o que procuram nas serps. Abraços

Leave a reply

Não vá embora sem curtir nossa fanpage!

Receba as notícias mais quentes do mercado de Search Marketing e Facebook Ads.