Certificação Google SEO: Por que isso não existe?

1230
1
Share:
certificacao-seo

Meu primeiro emprego em uma agência de marketing digital foi gerir contas do AdWords para clientes. Quando eu comecei, eu não sabia sobre PPC de PVC, mas eu tinha um grande mentor, li todos os blogs que pude, e aprendi rapidamente com a experiência.

Então chegou o dia que meu chefe me pediu para obter a certificação oficial do AdWords do Google. Estudei para esse teste mais do que eu já tinha estudado para qualquer exame da faculdade. Esta foi a primeira vez que fui convidado a fazer um teste que pudesse afetar o meu trabalho.

Eu passei! Eu tinha que imprimir um certificado bom para colocar do lado de fora do meu cubículo e dizer ao mundo que eu estava oficial e profissionalmente certificado pelo Google AdWords.

Rapidamente depois de alguns anos e eu estou tentando fazer o meu caminho no mundo de SEO também. Certamente o Google tem um programa de exame e certificação similar que irá dizer a todos que eu sigo as melhores práticas aprovadas pelo Google para Search Engine Optimization? Não.

Por que o Google não tem um Programa de Certificação de SEO?

Esta questão surgiu durante a nosso primeiro Keynote Virtual com Gary Illyes (Google Webmaster Trends Analyst). Alguém na plateia perguntou: “Você acha que o Google deve ter um programa de certificação de SEO assim como tem uma certificação do Google AdWords?”

Gary Illyes respondeu:

“Nós estivemos pensando muito sobre isso. Muito. E depois um pouco mais. E nossa conclusão sempre foi de quem não deveríamos fazer. Existem muitas boas razões do porque isso seria uma boa ideia, mas existem muito mais razões do por que seria uma má ideia. Se nós certificássemos SEOs, então isso significaria também que nós realmente deveríamos treina-los, o que não faria sentido porque, primeiro de tudo, não teria como selecionar quem iria para o treinamento, quantas pessoas.

Em segundo lugar, se formos por esse caminho, teremos que contratar mais pessoas, o que custaria mais. E finalmente, nós teríamos que cobrar e pesquisas não são cobradas (orgânicas), então já temos um conflito.

Não sei, havia toneladas de coisas que expus contra isso. Minha resposta é não, nós não teremos isso em qualquer momento breve. ”

Vamos aos pontos-chaves na resposta de Gary.

1- Google teria de fornecer treinamento

Um teste de certificação só tem sentido se for atestando que a pessoa que passa tem um nível aceitável de compreensão de um currículo prescrito. Seria absurdo se você se inscrevesse para um curso universitário, com uma grade totalmente dependente de sua nota no exame final, mas onde não há nenhum plano de estudos, nada para ler, nem palestras, nenhuma maneira de se preparar para o exame.

Então, por que o Google simplesmente não monta algo como um currículo? Gary mencionou o custo como uma razão, e eu vou chegar a isso no segundo ponto abaixo, mas acho que que tem, pelo menos, mais duas possíveis razões que ele não mencionou.

Volatilidade do SEO: Os algoritmos que executam as publicidades pagas de busca são complexos, mas relativamente estáticos. Sim, o Google faz alterações no modo como o AdWords funciona, ou introduz novas funcionalidades, mas isso acontece com pouca frequência. Então atualizar o currículo e exames não é uma tarefa enorme. Os algoritmos de busca, por outro lado, mudam constantemente. No Google foi citado como dizendo que há “milhares de atualizações para o algoritmo de cada ano.” Atualizar o currículo e exames seria um trabalho constante e de trabalho intensivo.

A receita secreta: Para qualquer programa de certificação de SEO ser algo preciso e significativo, o Google pode ter que revelar mais sobre os seus algoritmos de busca e como eles funcionam do que eles estão dispostos a fazer. Basta ouvir entrevistas públicas de qualquer um do Google Search e compará-los com entrevistas de representantes do AdWords. Enquanto o pessoal do Google AdWords é muitas vezes capaz de dar respostas diretas, claras para quase qualquer pergunta sobre o seu serviço, os representantes de Search, muitas vezes têm que ser mais cautelosos. Não é que os funcionários de Search tendem a dar menos às pessoas. Em vez disso, eles entendem como facilmente qualquer informação que fornecem poderia ser mal interpretada, ou pior, usada para jogar com o sistema.

2- Google teria que cobrar SEOs para os exames

 Destinar recursos para materiais de treinamento, construção de exame, e manter um banco de dados de certificação são todas as despesas com pouca ROI para o Google. É por isso que eles cobram uma taxa para fazer os exames do Google AdWords. (Além disso, provavelmente porque ao cobrar uma taxa faz as pessoas levarem o exame mais a sério.).

ATUALIZAÇÃO (29 de março de 2016, 13:20 EDT): fui informado por um leitor atento que o Google não cobra uma taxa para a realização de exames do Google AdWords, e confirmou que na verdade a taxa caiu em 2013. No entanto, acho que a afirmação de Gary é provavelmente ainda válida. Lembre-se que o AdWords e o Search operaram totalmente independente dentro do Google, com seus próprios orçamentos. Também tenha em mente que o AdWords gera diretamente uma receita enorme (na verdade, a maior parte da receita do Google), enquanto Search só gera receitas indiretamente (através dos anúncios do AdWords que ele exibe). Por isso, é provável que seria realmente difícil para o Search obter orçamento para um programa de certificação, uma vez que não pode ser justificada com um retorno mensurável em receita.

As pessoas vão usar o Google AdWords tendo ou não um programa de certificação para os gestores do AdWords, então o Google ganha pouco para fornecê-lo. Principalmente, é um serviço para os gestores. Isso dá a eles uma placa para pendurar em sua parede e um ícone para colocar em seus sites que podem dar aos seus clientes mais confiança em usá-los. Portanto, é legítimo que o Google cobre pelo serviço.

Então, como diz Gary, o Google teria de cobrar por qualquer programa de certificação de SEO, a fim de cobrir e justificar a despesa e pessoa/horas que entrar nele. E esse é o problema.

Search é Sagrado

Como disse Gary, “Search não pede dinheiro para nada”. No Google, Search é sagrado.

Google-search-reliability

Search é sagrado? O que quero dizer com isso? Search (busca) ainda é a coisa mais importante que o Google faz, porque é (de longe) o maior gerador de receita da empresa. As pessoas continuam a usar a pesquisa do Google, porque eles confiam nele. Eles esperam que os resultados da pesquisa sejam totalmente imparciais, e estão além de qualquer possível influência por outra coisa senão os algoritmos impessoais e objetivos.

Por essa razão, o Google sempre guardou a santidade dos resultados de pesquisa até mesmo de aparência de influência nociva. Por exemplo, tem havido uma acusação recorrente de que as contas mais ricas do AdWords têm preferência nos resultados de pesquisa. Não só o Google tem repetida e veementemente negado isso, como até mesmo os ex-Googlers, que já não têm nada a esconder, têm sido tão fortes em sua insistência de que há uma parede absoluta de separação entre o AdWords e Search.

Eu acredito neles por uma razão simples: o que quer que a receita do Google possa ganhar ao permitir que os anunciantes pagos pensem que seu dinheiro possa comprar um tratamento preferencial em busca seria tostões ao lado dos milhares de milhões que o Google perderia se ele nunca o fizesse (como inevitavelmente iria) como seria o caso. Mais uma vez, toda a proposta de valor do Google Search se baseia na confiança, em uma promessa sagrada que os resultados estão além de qualquer manipulação ou influência.

É por isso que o Google não vai contemplar mesmo tendo uma pequena taxa que poderia ser cobrada por um programa de certificação de SEO.

E quanto a um Programa de Certificação de Indústria de SEO?

Tem havido um certo número de propostas de terceiros, um programa reconhecido de certificação de indústria de SEO. Uma dessas tentativas foi feita pelo SEMPO Institute, lançado em 2008 pela Search Engine Marketing Professionals Organization, mas fechada em 2012.

Dois programas de treinamento de SEO e certificação on-line atuais estão um no site MarketMotive (http://www.marketmotive.com/)  e o outro curso de USC Davis feito por Eric Enge: Torne-se um especialista em SEO (https://www.coursera.org/specializations/seo). Embora ambos sejam excelentes oportunidades de formação, eles ainda não preencher o lugar de um programa de certificação de SEO reconhecido pela indústria.

Por que tal programa não surgiu e foi aceito pelos SEOs em todos os lugares?

 

  1. Não houve consenso de toda a indústria sobre quem deve administrar o programa.
  2. Há grande discordância sobre o que deve ser incluído e necessário para a certificação SEO.
  3. Tal desacordo torna-se ainda mais acentuado quando o tema da “ética de SEO” entra em jogo. Muitos pensam que a ética de SEO precisa ser parte de qualquer certificação, já que as empresas estão cada vez mais preocupadas com os danos que um SEO antiético pode fazer, mas há muito desacordo sobre onde a linha entre o ético e antiético (ou “white hat” e “black hat”) reside.
  4. Mesmo em algumas das coisas que a maioria dos CEOs considerariam fundamentos de SEO, há dissidentes. Por exemplo, recentemente um SEO bem conhecido proclamou que ele acredita que o Google já está trabalhando para eliminar sinais de backlinks a partir de algoritmos de busca, mas muitos outros SEOs veementemente discordam dele.
  5. Provar o que realmente são práticas de SEO válidas é difícil, porque nenhum de nós tem acesso aos algoritmos. Isso não significa que não há práticas que têm sido mais do que razoavelmente confirmadas, seja através de testes cuidadosos ou pela confirmação de Googlers (ou ambos), mas ainda há discordância sobre a grande parte do SEO entre pessoas muito inteligentes e respeitáveis.

Sem certificação, como um SEO pode estabelecer credibilidade?

Licenças, diplomas, certificação profissional, todos estes são desenvolvimentos relativamente recente na história. Médicos, advogados, professores e outras profissões similares já existem há séculos, mas foi só com a crescente disponibilidade de ensino universitário no século XIX que o licenciamento e certificação tornou-se norma no Ocidente.

Antes disso, o que chamamos hoje de profissionais eram simplesmente praticantes. Normalmente, eles aprendiam a profissão em algum tipo de empresa de aprendizagem. Sua única certificação era a reputação, tanto a do mestre que os preparava como preparava a si próprios, é como replicavam seu negocio.

aprendiz-de-seo

Por causa de todos os motivos listados acima, SEO continua a ser uma das poucas ocupações profissionais que ainda (na maior parte) funciona sob o sistema antigo. Nomeie qualquer proeminente e respeitado SEO que você conhece hoje, e as chances são boas de que ele não tem nenhuma certificação formal em seu campo. Na verdade, na maioria dos casos, eles têm educação formal pouca ou nenhuma na sua profissão atual (desde que os programas de SEO de nível universitário não existiam até há alguns anos atrás, e ainda são relativamente raros).

Apesar disso, as pessoas estão muitas vezes trabalhando com algumas das maiores empresas do mundo e fazendo uma boa renda. Em outras palavras, as pessoas confiam neles como confiam em um médico ou um advogado com um diploma, licença e organização de certificação profissional. Mas eles ganharam a confiança “à moda antiga”, de desempenho comprovado e experiência demonstrada.

Como se tornar um SEO certificado sem ter um certificado

Portanto, aqui estão os meus conselhos sobre como se tornar um profissional de SEO, apesar do fato de nunca poder ter certificado, gravado a ouro para pendurar em sua parede.

  1. Procure uma oportunidade inicial. Seja em uma agência de SEO ou o departamento de SEO de uma empresa, encontrar um estágio ou um trabalho que você vai chegar na porta e trabalhar com SEOs reais. Quando eu quis entrar nesse meio, eu peguei uma grande redução de pagamento e consegui uma posição de nível inicial em uma agência, apenas para que eu pudesse estar entre os profissionais de SEO e aprender com eles.
  2. Encontre um mentor. Este é o lugar onde o sistema de aprendizagem é feito no chute, e na minha opinião é a melhor maneira de aprender SEO. Encontre um SEO experiente que está obtendo bons resultados, e faça o que é preciso para trabalhar com ele e aprender. O mentor mais valioso será alguém com quem você pode realmente passar o tempo, fazendo perguntas, e ainda melhor, ajudando no seu trabalho. Mas você também pode ter “mentores virtuais”, pessoas na indústria cujas publicações que você lê. Às vezes você pode até mesmo chegar a fazer perguntas para eles pelas mídias sociais ou em outro lugar.
  3. Inscreva-se em um curso. Enquanto não há nenhum “padrão” de programa de treinamento de SEO e certificação, há dois excelentes cursos on-line que citamos acima.
  4. Ler, ler e ler. Um dos princípios que me guiam na vida foi colocado em mim por um professor no segundo ano do ensino médio: “Aquele que não ler, não vai liderar ”. Gaste tempo aprendendo o que são os melhores recursos para a educação de SEO e leia tudo o que ver escrito sobre. Ou reserve um bom tempo e leia The Art of SEOde ponta a ponta. (Divulgação: O CEO da Stone Temple Consulting, Eric Enge, é coautor do livro.)
  5. Faça o trabalho. Aprender a teoria do SEO é uma coisa, mas não há substituto para sujar as mãos, por assim dizer, com projetos de SEO reais. Se você encontrou uma oportunidade de início e/ou um mentor, você já está no caminho para fazer isso.
  6. Faça o quiz! Se você acha que já está bem no caminho para ser um profissional de SEO, ou já se considera um, experimente o quiz feito pelo site Search Engine Land: 20-question SEO (20 perguntas sobre SEO) – http://searchengineland.com/test-knowledge-seo-238441-. Aviso! Não é para os fracos de coração. Este é um teste altamente técnico, onde que você deve encontrar, por vezes, a melhor resposta entre várias possíveis respostas “certas”. O teste está em inglês.

Originalmente postado em: https://www.stonetemple.com/google-seo-certification-why-doesnt-it-exist/

As opiniões e informação contidas neste post não necessariamente refletem a opinião do Search News Brasil, mas sim do autor convidado citado abaixo.

Mark Traphagen

Mark Traphagen

Mark é Diretor Sênior de Marketing Online da Stone Temple Consulting. Ele auxilia a equipe executiva na formulação e implementação de todas estratégias de marketing on-line para a marca Stone Temple, bem como consultor para os clientes da Stone Temple nas áreas de sua competência. Mark tem uma grande reputação como um perito no Google+, Google Autorship. Além de escrever para o Blog da Temple Stone, Mark escreve para uma série de top publicações on-line, e é um orador procurado para grandes conferências de marketing online.

Mais artigos - Website

Share:

1 comment

Leave a reply

Não vá embora sem curtir nossa fanpage!

Receba as notícias mais quentes do mercado de Search Marketing e Facebook Ads.